sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Prefeito e secretária visitam obras do futuro Museu de Arte Sacra - Olímpia - SP

O prefeito Fernando Cunha e a secretária de Cultura, Esportes e Lazer, Tina Riscali, visitaram, recentemente, as obras de reforma e restauração do conhecido Palacete Tonanni, na Rua David de Oliveira, prédio que abrigava o Museu de História e Folclore “Maria Olímpia”. Os dois foram recepcionados pela diretora do Museu, arquiteta Rosely Senno.



O local está sendo preparado para receber o primeiro Museu de Arte Sacra da Estância Turística de Olímpia. No total, serão investidos R$ 303.720,88, sendo R$ 289.589,67 de emenda parlamentar da deputada federal Keiko Ota (PSB), por meio do Ministério do Turismo, e mais R$ 14.131,21 de contrapartida da Prefeitura.

A reforma e a revitalização estão sendo realizadas apenas na estrutura, ou seja, as características do prédio serão mantidas originais. “Nossos arquitetos realizaram prospecções nas áreas que compõem a edificação e diagnosticaram que as antigas vigas de ferro – parte da técnica construtiva – apresentavam deterioração grave. Isso podia colocar em risco os frequentadores, funcionários e o próprio patrimônio edificado. Por isso, transferimos o acervo para outro prédio”, explicou a secretária Tina Riscali.

“Nós estamos fazendo um restauro porque todas as técnicas construtivas originais estão sendo resgatadas. Todas as características originais estão sendo mantidas. O objetivo é devolver essa arquitetura emblemática para a população”, disse a diretora Rosely Senno.



Segundo o prefeito Fernando Cunha, a construção do Palecete Tonanni é de 1910 e representa um marco arquitetônico na história de Olímpia, por isso a importância da obra. “Estamos fazendo uma reconstituição da casa como ela era. A proposta é manter a estrutura original, eliminando os problemas estruturais e oferecendo segurança aos visitantes”. 
 
O prefeito comemora ainda a instalação do Museu de Arte Sacra como mais uma opção de lazer e atração turística. “A instalação do Museu de Arte Sacra é um sonho que estamos realizando. É uma importante conquista na área da Cultura para nossa cidade. Assim, dentro de alguns meses, teremos aqui um novo museu e o outro, de História e Folclore, será transferido para a antiga Estação Ferroviária, onde será construído um Centro Cultural e Turístico, viabilizado com recursos do Governo do Estado. Assim vamos construindo em Olímpia um rico acervo arquitetônico”, completou.

A obra, que teve início em julho, tem previsão de seis meses para conclusão e irá atender à lei de acessibilidade com plataforma elevatória para portadores de necessidades especiais. O secretário de Obras, Fernando Covello, também acompanhou a visita.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Café Teológico "Sagrado Marfim: O Avesso do Avesso"



O Museu de Arte Sacra de São Paulo promove no dia 12 de setembro de 2018 o Café Teológico "Sagrado Marfim: O Avesso do Avesso", com o Prof. Dr. Jorge Lúzio, curador da mostra de mesmo nome, exibida no Museu. Haverá uma visita guiada com o professor Lúzio, antes da palestra, às 16 horas.

Desde os vínculos entre a metrópole com as suas colônias às relações intracoloniais e intercoloniais, em todas estas conjunturas esteve presente o marfim, uma categoria histórica que tem um percurso milenar, desde a antiguidade em África e na Ásia, à sua circulação na Europa. Embora tenha se convencionado o termo "marfim" para as presas de elefante, o entalhe em dentes de mamíferos tem origens remotas, associadas à ancestralidade das culturas que produziam objetos para diversos fins, a partir da presa. Nas rotas que interligavam reinos e entrepostos no continente africano, ou entre os circuitos de mercantilismo que integravam o Mediterrâneo ao Índico, sempre esteve o marfim como item dos mais apreciados e valiosos, por possibilitar uma incomparável plasticidade e um efeito visual cuja precisão nas formas e nas linhas resultavam numa expressividade de imagens e reproduções jamais obtidas noutra matéria prima.

Quando: Quarta-feira, 12 de setembro de 2018
Horário: das 17 às 19h (palestra e café)
Tema: Sagrado Marfim: O avesso do avesso
Palestrante: Prof. Dr. Jorge Lúzio
Inscrição: R$ 20,00 (alunos de cursos regulares do MAS-SP não pagam)
Informações: c/ Fátima Paulino no telefone (11)5627-5393
Inscrições: mfatima@museuartesacra.org.br
Número de vagas: 50 lugares

Fonte: Página do Evento

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Expressões Na Arte Sacra: A Mandala



DIA 16 DE SETEMBRO - MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO
Inscrições: mfatima@museuartesacra.org.br
Informações: (11) 5627.5393


O Museu de Arte Sacra promove nos dia 16 de setembro um curso prático sobre as Expressões Na Arte Sacra: A Mandala com a Profª Especialista Silvana Borges.


A mandala é a elaboração de um desenho organizando em um círculo, e também em quadrados concêntricos, em uma representação geométrica da dinâmica relação entre o homem e o universo, resultando em uma imagem simbólica do cosmo.


Aula teórica (das 10h às 12h):
- As origens e representações do ciclo cósmico nas sociedades primitivas.
- O aspecto simbólico do círculo e da ligação cósmica dos templos às montanhas sagradas.
- As variações culturais da imagem ordenada das mandalas na arquitetura religiosa: nos círculos de pedras, nos labirintos, na cruz celta como símbolo da terra, nas rosáceas das catedrais cristãs, na roda medicinal e no apanhador de sonhos dos nativos americanos entre outras representações.
Intervalo - almoço

Oficina prática (das 13h às 16h):
- Confecção de uma mandala pessoal com a utilização de metodologias e materiais diversos.
Mais do que um resultado plástico, o trabalho artístico é um canal de expressão do indivíduo. Em um exercício de despertar a criatividade, liberando o criar artístico do rigor estético, a mandala sob o ponto de vista da psicologia junguiana no processo de individualização, promove uma experiência de autoconhecimento com a possibilidade de interpretação do resultado de cada trabalho.
Todo material está incluído no valor do curso.


Docente
Silvana Borges é artista plástica e arquiteta especialista em Conservação e Restauro nas áreas de Arte Sacra (pintura e imaginária) e Arquitetura (arte mural), profissional filiada ao International Council of Museums (ICOM), à Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais (ABRACOR) e ao Centro de Estudos da Imaginária Brasileira (CEIB). Ministra palestras e cursos sobre a preservação do patrimônio e técnicas artísticas. Seus trabalhos estão publicados em conceituados catálogos artísticos e coletâneas literárias, recebendo diversas premiações e troféus, presentes em exposições e acervos de países como México, Itália, EUA, França, Espanha, Holanda, Hungria, Portugal e China em uma trajetória de 30 anos de atividades artísticas e literárias.
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8855905584185083

Data: 16 de setembro de 2018 (domingo)
Horário: das 10h às 16h
Carga horária: 6hs
Vagas: 25
Valor: R$ 150,00 a vista – 180,00 parcelado (02 vezes)
Inscrições: mfatima@museuartesacra.org.br
Informações: (11) 5627.5393
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, 676 - Metrô Tiradentes.
Estacionamento gratuito no local: Rua Jorge Miranda, 43.
O Museu fornecerá certificado de participação.

Fonte: Museu de Arte Sacra de São Paulo

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Concurso de Arte Sacra na rua, "Madonnari dell'Annunziata" em Giulianova (Itália)




VI edição do Concurso de Arte Sacra na rua MADONNARI DELL'ANNUNZIATA


REGULAMENTO 2018 e FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO 2018

Giulianova, 28 de agosto de 2018

1. REGISTO NO CONCURSO

1. A participação na sétima edição da competição "Madonnari dell'Annunziata" é gratuita e aberta a todos, mediante solicitação por escrito.

O formulário de inscrição pode ser baixado no site da paróquia "Maria Ss.ma Annunziata"
de Giulianova (TE) http: // www.parrocchiadellannunziata. -lo , ou pode ser pego nos escritórios da paróquia da Igreja de São Gabriel em Giulianova Lido (de segunda a sexta-feira 18:30-08:00).
Uma cópia do anúncio do concurso e do formulário também será postada na página do Concurso no Facebook.

Os formulários de inscrição, devidamente preenchidos e assinados, devem ser enviados ao
escritório da Competição até a meia-noite de 31 de agosto de 2018, também via e- mail . email
para o endereço de e-mail: madonnaridellannunziata @ gmail. com

2. A participação de uma criança menor de 18 anos deve ser autorizada por um dos pais cuja assinatura deve ser inscrita no formulário de inscrição. O pai garante para o seu filho (a) / menor, a sua presença durante todo o evento ou de parentes ou adultos delegados de acordo com o "tutor responsável" exclusivo. O pai livre de qualquer responsabilidade civil e / ou penal a organização de qualquer acidental, fortuito e / ou causado por terceiros necessários ao seu filho ou seus bens materiais e / ou pessoais

Os estudantes que ainda não completaram 15 anos em 2 de setembro de 2018 estão oficialmente registrados na seção dedicada a eles ("Puer Madomnaris"). O Puer Madomnaris também pode competir em grupos (max 3 membros), neste caso, no formulário de inscrição, além do nome do gerente também deve ser inserido os dados dos membros do grupo de trabalho.
Ao atingir o número máximo estimado de artistas admitidos (não quantificáveis na época), nenhuma outra solicitação será aceita. Esta eventualidade será, de qualquer modo, comunicada às recorrentes.
As inscrições para a última hora ainda podem ser aceitas depois das 8h.
Domingo, 02 de setembro diretamente no site do extemporânea, nos casos de ausência confirmada de artista já registrado ou disponibilidade de vagas livres.

3. A participação no extemporâneo implica o conhecimento e aceitação das Regras de Competição em todas as suas partes. O Comitê Organizador, para um melhor resultado do evento, reserva-se o direito de fazer alterações nas Regras. As alterações feitas serão prontamente postadas na página do Concurso no Facebook. Quaisquer reclamações e / ou sugestões devem ser apresentadas apenas por escrito. A organização não é responsável por danos a coisas ou pessoas que infelizmente
ocorrem durante o evento.

4 O processamento de dados pessoais é limitado e visa completar as operações necessárias para a participação no evento artístico.

2. PROGRAMA DO EVENTO

1. A pintura sacra improvisada na rua, a sétima edição da "Anunciação Pavement" terá lugar domingo, 2 de setembro, 2018, das 8:00 h às 17:00 h na parte leste da cidade Via Simoncini de Giulianova na província de Teramo (ITÁLIA).
As obras constituirão um tapete de pinturas que honrará a passagem da tradicional procissão da SS Annunziata que termina na Via Simoncini.

2. Os artistas inscritos na competição deve apresentar ao apelo do pavimento na praça em frente da Igreja de St. Gabriel, localizado na via Simoncini esquina da Via Di Vittorio Giulianova Lido (TE) às 8:00 da manhã no domingo 02 de setembro de 2018 .

3. As inscrições de última hora podem ser aceitas depois das 8h do domingo, 3 de setembro, somente em casos de ausência confirmada de artistas já inscritos para a competição ou disponibilidade de locais de trabalho gratuitos. A participação no concurso é aperfeiçoada com o registro do artista presente no extemporâneo.

4. Após a bênção do giz, os artistas irão para as estações de trabalho designadas a eles e iniciarão a pintura extemporânea na rua. As obras devem ser concluídas até as 17 horas. A seção da estrada das obras será fechada ao tráfego de carros para garantir o progresso do evento.

5. O almoço no domingo 02 de setembro de 2018 será consumido apenas por assinantes exame extemporâneo no Festival XXIII do Clam encenadas fora da casa paroquial da Igreja de São Gabriel, a um preço muito acessível de 5 € (primeira, segunda e garrafa 1/2 l de água)

6. Os votos populares terão início às 15:00 no domingo, 2 de setembro e terminarão às 19:00 no mesmo dia. Às 18h00, o Júri Técnico informará o Secretariado da Competição sobre o resultado da
avaliação das secções artísticas que lhe foram atribuídas.

7. Por volta das 17:30, no caminho Simoncini, decorado com as obras criadas pelos artistas, vão desfilar a tradicional procissão dos fiéis que acompanhava o lançamento da estátua da SS Annunziata.

8. A premiação dos artistas classificados será realizada no domingo 02 de setembro de 2018, imediatamente antes do show musical programado para a noite no programa de festividades.

9. Todas as etapas da competição podem ser acompanhadas na rede social facebook na página dedicada ao extemporâneo

3. JÚRI E PRÊMIOS

1. Os trabalhos em competição serão avaliados por uma dupla comissão julgadora:
Júri Popular ou visitantes do Júri
Técnico ou qualificado.

2. O Júri Popular será composto por todos os visitantes do XXº Festival da Anunciação que
desejarem expressar sua opinião sobre as obras em competição.
A Secretaria da Concorrência comunicará os métodos adotados para a coleta, tratamento e cálculo dos votos populares.

3. Os membros do Júri Técnico serão escolhidos pelo Comitê Organizador entre os especialistas nas áreas de artes visuais, comunicação e ciências religiosas.
A composição desta comissão será anunciada em um comunicado de imprensa específico após a confirmação da disponibilidade dos jurados contatados para esse fim.

4. a sétima edição da competição é dotada de um prêmio em dinheiro constituído por troféus de reconhecimento, bens e diversos produtos oferecidos pelas empresas apoiadoras (patrocinadora) do evento. O Comitê Organizador comunicará a consistência e distribuição do prêmio com base nos produtos recebidos na oferta, reservando-se o direito de fazer alterações em relação à intervenção de novos patrocinadores.

5. Os seguintes prêmios distinguem-se pelas classificações das três categorias admitidas na competição (adultos, absolutos e meninos).

- Seção Técnica: categoria adulta

1º júri técnico classificado

2º júri técnico classificado

- seção popular: categoria absoluta

1º júri classificado

2º júri popular classificado

- Seção Técnica: meninos categoria "Puer madomnaris" (menores de 15 anos)

1º júri técnico classificado

2º júri técnico classificado

3º júri técnico classificado

6. Prêmios não podem ser combinados. No caso de um artista receber mais prêmios, o único prêmio de maior valor será atribuído pelo cargo.
Exceção é feita para menções especiais e / ou prêmios que podem ser adicionados aos prêmios ordinários já adquiridos.
Menções especiais e prêmios podem ser atribuídos apenas pelo Júri Técnico.

7. Em caso de cancelamento / suspensão da competição por qualquer motivo (devido a força maior, condições climáticas adversas, ordem de autoridade pública ...) os prêmios ainda não concedidos serão colocados em competição na próxima edição do evento.

8. Os votos populares terão início às 15:00 no domingo, 2 de setembro de 2018 e
terminarão às 19:00 no mesmo dia. Os membros do Júri Técnico, depois de analisar todos os trabalhos realizados, reunidos na assembleia, proclamarão os vencedores para a seção que lhes foi designada até às 18h00.
Os julgamentos do Júri Técnico, expressos em plena autonomia e autonomia decisória, são
inquestionáveis ​​e inapeláveis.

9. Em caso de situações de Ex aequo, tanto para a votação qualificado para os populares,
a decisão final será anunciada pelo presidente do Júri Técnico, na pessoa do regente da paróquia de SS dell 'Annunziata, Don Ennio Di Bonaventura.

10. A proclamação e premiação dos artistas classificados acontecerá no domingo, 3 de setembro de 2018, imediatamente antes da apresentação musical programada para a noite no programa de festividades.

11. Todos os artistas participantes receberão um certificado de participação no evento.

4. REALIZAÇÃO DAS OBRAS

1. Cada artista ou grupo deve realizar um trabalho usando apenas a técnica de giz em um espaço identificado no chão (asfalto) ou em um painel de madeira ou outro material preparado.Não é permitido usar a técnica de varredura ou o molde por outro lado, a técnica de quadratura do trabalho é permitida.
Cada participante é obrigado a trabalhar exclusivamente em sua própria pintura.

2. Você pode criar ambas as pinturas originais de famosos cópias de ópera desde que cumpram o tamanho esperado (min 70 x 100 cm) e têm uma influência sobre o tema da competição serão concedidos para esta edição: "Domingo não podemos viver sem ..."
As obras podem ser fez dirigir a imagem verticalmente e horizontalmente a Comissão Organizadora, na pessoa do Diretor Artístico da competição, irá monitorar o cumprimento das normas de execução das obras e conformidade com o tema e ao tamanho atribuído.

3. O número da estação será atribuído pelo Secretariado da Concorrência com base na ordem cronológica de recepção das inscrições. A numeração das estações de trabalho começará a partir do edifício da casa paroquial e prosseguirá no lado esquerdo da Via Simoncini em direção ao mar.
A troca consensual das postagens entre artistas é permitida com a autorização da Secretaria da Concorrência.

4. A paróquia "SS dell 'Annunziata" reserva todos os direitos sobre as imagens das obras
feitas durante o evento. Se as obras (suas imagens) forem apresentadas futuramente em exposições ou eventos artísticos ou enviadas à mídia, os nomes dos autores serão sempre mencionados.

5. O início dos trabalhos terá início às 8h do domingo, 2 de setembro de 2018. Os trabalhos devem ser concluídos até as 17h do mesmo dia.

Informação :
madonnaridellannunziata @ gmail. com
https://www.facebook.com/ madonnaridellannunziata /

Fonte: ILMASCALZONE

DO TEMPO DAS CATEDRAIS AOS DIAS ATUAIS: O VITRAL NA HISTÓRIA DA ARTE



Já estão abertas as pré-Inscrições para o curso livre! Para garantir sua vaga preencha o formulário:https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe5NrPVz8x5iIwppWqiaYbVQcGeZei9qh9IGp2drb2ls95hZQ/viewform?usp=sf_link

O curso será realizado na cidade do Rio de Janeiro, dia 24 de Novembro das 8h às 17h.


Programa do Curso:
-Introdução teórica à técnica vitral
-O tempo das catedrais: o gótico e o vitral como meio de doutrinação
-O vitral em palácios: poder e opulência
-O Neogótico
-Art nouveau, art déco e o vitral Tiffany
-Modernismo brasileiro
-O vitral na arte contemporânea: Fusing, Overlay e Termoformado

*Sobre a docente:
Bárbara Lopes Buarque: Pós-graduada em História da Arte Sacra (Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro, FSB-RJ, Brasil), tendo como pesquisa monográfica o tema “O uso da Arte como afirmação do poder papal: uma análise iconográfica da Sala dei Misteri della Fede”; continuação da pesquisa monográfica elaborada na graduação e que contou com análise iconográfica in loco com apoio do Vaticano. Historiadora pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Pesquisadora sobre o uso da arte como afirmação de poder. Atua como restauradora de pintura e vitral. Tem como linhas de pesquisa e interesse: iconografia, iconologia, colecionismo, mercado e autenticidade de obra de arte. Autora dos livros: Apartamento Borgia: o uso da arte como afirmação do poder papal (lançamento em 25 de outubro de 2018) e Do tempo das catedrais aos dias atuais: o vitral na história da arte (lançamento em março de 2019).
Maiores informações em: http://lattes.cnpq.br/6801832255578606

VII SEMINÁRIO DE CONSERVAÇÃO-RESTAURAÇÃO DA ACCR: PATRIMÔNIO MATERIAL EM RESTAURO



VII SEMINÁRIO DE CONSERVAÇÃO-RESTAURAÇÃO DA ACCR: PATRIMONIO MATERIAL EM RESTAURO.

A Associação Catarinense de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais – ACCR vem realizando desde 2012, seminários anuais, para contribuir com o aperfeiçoamento técnico dos seus associados e do público interessado no tema da conservação e restauração do patrimônio cultural de natureza material.
Este ano, a ACCR está promovendo a VII Edição do Seminário, abordando o tema “Patrimônio Material em Restauro", apresentando conferência de abertura com especialista internacional, além de palestras e estudos de casos sobre a conservação-restauração de bens culturais imóveis, móveis e integrados.
No dia 01, após o encerramento do Seminário, será realizado o II Encontro de Conservadores e Restauradores da Região Sul, com a presença da Associação de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais do Paraná - Arco It e da Associação de Conservadores Restauradores do Rio Grande do Sul – ACOR/RS. Este Encontro oportunizará a discussão de temas relacionados aos conservadores-restauradores de bens culturais móveis e integrados, onde serão traçadas estratégias que visam o fortalecimento da classe.
Nos dias 02 e 03 de outubro será oferecida uma vivência profissional para capacitar e aprimorar a prática do conservador-restaurador na preservação de bens culturais na contemporaneidade. Neste ano, a prática oferecida está relacionada a conservação e restauração de vitrais.

Maiores informações, consulte a programação do VII Seminário de Conservação e Restauração da ACCR – “PATRIMONIO MATERIAL EM RESTAURO”.

Fonte: IHGSC


segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Cursos de Pigmentos + Iconografia Cristã (19, 20 e 21 de outubro)



Cursos de Pigmentos + Iconografia Cristã (19, 20 e 21 de outubro) - Espaço Coworking SP - Unidade 1 Paulista, 24 horas certificadas.

Parte 1 - Pigmentos: Ciência e Arte (19/10) - 8 h de curso
Sexta-feira (19/10, de 13 às 21 h)

-Classificação dos Pigmentos
-Técnica de preparação das tintas
-Pigmentos históricos em distintas técnicas de pintura
-Pigmentos sintéticos
-Toxicidade dos Pigmentos

Parte 2: Iconografia Cristã (20 e 21/10) - 16 h de curso
Sábado (20/10, de 9 às 18 h)

Domingo (21/10, de 9 às 18 h)
A Iconografia trata do tema e mensagem da obra de arte em contraposição à sua forma. As pinturas não são feitas simplesmente para serem observadas, mas também lidas; imagens são feitas para comunicar e educar. Nesse curso, será dada ênfase nas iconografias de Jesus, Maria e dos Santos.

-Introdução a Iconografia
-Elementos da Análise de Obras de Arte
-Arte e Cristianismo
-Iconografia: Jesus, Maria e dos Santos.


Docentes:

Isabel Spitz (Curso de Pigmentos):
Pesquisadora, Doutoranda em Química, na Universidade Federal do Rio de Janeiro e Mestre em Química (PUC-Rio). Desenvolve pesquisa na área de Química, com ênfase em Química do Estado Sólido/Química Inorgânica, atuando principalmente nos seguintes temas: síntese inorgânica, reações no estado sólido, caracterização de materiais. Experiência na área de Ensino de Ciências, com trabalhos na área de Ensino de Química e Química aplicada a Arte. Ministrou diversos cursos de Química aplicada a autenticidade e restauro de obras de Arte nas seguintes instituições: UFF, UFRJ, IFRJ e CEFET. Foi Professora do Ensino Médio Integrado ao curso técnico de Informática e Graduação em Física e Engenharia Elétrica do CEFET- NF e recebeu, em 2012, o Prêmio Marie Curie de Produções Científicas pelo trabalho Química e Arte: uma articulação mostrada através de mapas conceituais.

Maiores informações em: http://lattes.cnpq.br/5748412363231522

Bárbara Lopes Buarque (Cursos de Pigmentos e Iconografia Cristã): Pós-graduada em História da Arte Sacra (Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro, FSB-RJ, Brasil), tendo como pesquisa monográfica o tema “O uso da Arte como afirmação do poder papal: uma análise iconográfica da Sala dei Misteri della Fede”; continuação da pesquisa monográfica elaborada na graduação e que contou com análise iconográfica in loco com apoio do Vaticano. Historiadora pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Pesquisadora sobre o uso da arte como afirmação de poder. Atua como restauradora de pintura e vitral. Tem como linhas de pesquisa e interesse: iconografia, iconologia, colecionismo, mercado e autenticidade de obra de arte. Autora dos livros: Apartamento Borgia: o uso da arte como afirmação do poder papal (lançamento em 25 de outubro de 2018) e Do tempo das catedrais aos dias atuais: o vitral na história da arte (lançamento em março de 2019).

Maiores informações em: http://lattes.cnpq.br/6801832255578606


Fonte: ChimicArte

domingo, 26 de agosto de 2018

Peças Sacras Desaparecidas





Minas Gerais é o Estado brasileiro que tem o maior número de bens de reconhecido valor cultural e protegidos. Grande parte deles constitui o “patrimônio sacro”, composto pelos bens da Igreja, incluindo tanto as edificações religiosas (bens imóveis), quanto o acervo destas (bens móveis). Integram este acervo itens e objetos necessários para o rito da celebração religiosa (castiçais, âmbulas, turíbulos, entre outros, alfaias, vestimentas ou paramentos utilizados pelo pároco no exercício de suas atividades), a imaginária (esculturas de devoção, pintura, mobiliário, documentos, entre outros) e bens integrados (estruturas integradas ao templo, que conformam o interior da edificação, como retábulos, arco cruzeiro, entre outros).

No entanto, estima-se que 60% (sessenta por cento) do patrimônio cultural do estado de Minas Gerais tenha sido deslocado de seus locais de origem. Já no século XVIII, surgem notícias de furto de bens da Igreja Católica. A maior incidência de furtos, contudo, dá-se no século XX, após a valorização do barroco mineiro, quando as peças sacras – em especial a imaginária – adquiriram o caráter de obra de arte, em razão do seu valor artístico, tornando-se objeto de interesse para colecionadores e comerciantes de antiguidades.
Considerando que os bens sacros possuem grande relevância para o Patrimônio Cultural mineiro, configurando-se não só como testemunhos da fé e da religiosidade de um determinado grupo de pessoas, como também objetos que revelam aspectos históricos que se relacionam à ocupação e a formação de um determinado local, o MPMG realizou esta reunião imagens de bens culturais subtraídos no Estado, para levá-las ao conhecimento da população.
O objetivo é não apenas divulgar a imagem destes importantes bens culturais, impedindo seu esquecimento, como também mobilizar a sociedade para que colabore na identificação e resgate desses bens.

Qualquer pessoa que tiver informações sobre o paradeiro de qualquer das peças abaixo identificadas pode entrar em contato com o Ministério Público através do e-mail seccultural@mpmg.mp.br ou pelo telefone 127.

sábado, 25 de agosto de 2018

PERITAGEM E AVALIAÇÃO DE OBRAS DE ARTE



FAÇA A PRÉ MATRÍCULA



DESCRIÇÃO: O curso de pós-graduação Lato Sensu visa preparar o aluno para o estudo e a pesquisa em peritagem e avaliação de obras de arte, na obtenção de habilidades específicas técnicas, bem como conhecimentos teóricos para a realização de trabalhos em áreas de pesquisas e avaliações no âmbito específico do patrimônio cultural relativo às obras de arte, pintura, escultura e gravura. Também serão ensinadas todas as técnicas e tecnologias disponíveis para peritagem da arte e a metodologia de pesquisa validada internacionalmente de forma responsável e ética, seguindo as diretrizes, resoluções, as cartas e conselhos acadêmicos.

PÚBLICO ALVO: Alunos e/ou profissionais das áreas de Artes, Mercado de arte, Design, Conservação, Restauração, Museologia, Química e Ciências afins que utilizem os conhecimentos adquiridos em sua área de atuação.

INVESTIMENTO: 30 PARCELAS DE R$ 921,00

INÍCIO: 28/04/2018

DATA E HORÁRIO: Quarto final de semana de cada mês - Horário das 9h às 18 horas

CARGA HORÁRIA: 450 HORAS

DURAÇÃO: 5 semestres

COORDENADOR: Gustavo Raúl Perino

DOCENTES:
Professora Doutora Lucimeri Ricas Dias
Professor Doutor Gustavo Martins de Almeida
Professora Mestre Isabel Spitz Argolo Lavandier
Professora Mestre Lia Sipaúba Proença Brusadin
Professor Especialista Gustavo Perino


CONTATO:

Diretoria de Pós-Graduação e Extensão USU

E-mail: extensao@usu.edu.br | Tel: (21) 3400-4354


Curso oferecido também em São Paulo pela USU.


Total de horas do Projeto: 450 horas

Público alvo: Alunos e/ou profissionais das áreas de Artes, Mercado de arte, Design, Conservação, Restauração, Museologia, Química e Ciências afins que utilizem os conhecimentos adquiridos em sua área de atuação, (sem exigências do MEC).

Local de Realização:UniSantAnna – Campus Tietê

Duração do curso: 30 meses

Valor Cobrado: R$ 921,00 Mensais

Número de parcelas: 30 parcelas

Cronograma: Início 18/08/2018 - Término Previsto: 19/12/2020

Dia da aula e horário: 18/08/2018 – Terceiros Sábados e Domingos de cada mês - Horário das 9h às 18 horas

Corpo docente:

Professor Doutor Gustavo Martins de Almeida

Professora Mestre Thaís Bovo (Doutoranda)

Professora Mestre Isabel Spitz Argolo Lavandier (Doutoranda)

Professora Mestre Lia Sipaúba Proença Brusadin (Doutoranda)

Professor Especialista Gustavo Perino

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

CONSERVAÇÃO E RESTAURO ARQUITETÔNICO




FAÇA A PRÉ MATRÍCULA

DESCRIÇÃO: O Curso de Especialização em Conservação e Restauro Arquitetônico da Universidade Santa Úrsula, visa capacitar e qualificar arquitetos urbanistas e engenheiros para atuar em ações de conservação e restauro, tanto no desenvolvimento de projetos quanto na execução da conservação e do restauro dos bens imóveis, capacitando-os para a elaboração de projetos de conservação e restauro do patrimônio edificado, gerenciamento de obras de conservação e restauro e execução da conservação e do restauro arquitetônico

CARGA HORÁRIA: 450 horas

PÚBLICO ALVO: Arquitetos Urbanistas e Engenheiros Civis

INVESTIMENTO: 30 PARCELAS DE R$ 723,00

INÍCIO: 18 e 19 de Agosto

DATA E HORÁRIO: Terceiros Sábados e Domingos de cada mês - Horário das 9h às 18 horas

DURAÇÃO: 30 meses

DOCENTES:

Dra. Eneida de Almeida
Dra. Cristiane Souza Gonçalves
Dra. Patrícia H. Akinaga
Dra. Manoela Rossinetti Rufinoni
Dra. Claudia S. Rodrigues de Carvalho
Dra. Vera Regina Barbuy Wilhelm
Doutor Enrico Mangoni
Mestre Vanessa Kraml
Mestre Claudio Prado de Mello
Mestre Márcio V Hoffmann
Mestre Edilene Cássia Capanema de Abreu Vianna
Mestre Noemia Lucia Barradas Fernandes
Mestre Lia Sipaúba Proença Brusadin
Mestre Maria Isabel Spitz Argolo Lavandier
Especialista Prof.Jorge Eduardo Lucena Tinoco

CONTATO:

Diretoria de Pós-Graduação e Extensão USU

E-mail: extensao@usu.edu.br | Tel: (21) 3400-4354

Curso oferecido também em São Paulo pela USU

Total de horas do Projeto: 450 horas


Público alvo: Arquitetos Urbanistas e Engenheiros Civis

Local de Realização: UniSantAnna – Campus TIETÊ

Duração do curso: 30 meses

Valor Cobrado: Setecentos e vinte e três Reais - R$ 723,00

Número de parcelas: 30 parcelas

Cronograma:

Início Previsto: 18 de Agosto de 2018 Término Previsto: 19 de Dezembro de 2020

Dia da aula e horário: 18/08/2018 – Terceiros Sábados e Domingos de cada mês - Horário das 9h às 18 horas.

Corpo docente:

Eneida de Almeida

Dra. Cristiane Souza Gonçalves

Dra. Patrícia H. Akinaga

Dra. Manoela Rossinetti Rufinoni

Dra. Claudia S. Rodrigues de Carvalho

Dra. Vera Regina Barbuy Wilhelm

Doutor Enrico Mangoni

Mestre Vanessa Kraml

Mestre Claudio Prado de Mello

Mestre Márcio V Hoffmann

Mestre Edilene Cássia Capanema de Abreu Vianna

Mestre Noemia Lucia Barradas Fernandes

Mestre Lia Sipaúba Proença Brusadin

Mestre Maria Isabel Spitz Argolo Lavandier

Especialista Prof.Jorge Eduardo Lucena Tinoco

Especialista Profa. Márcia Nicolau

CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE ESCULTURA POLICROMADA DEVOCIONAL



FAÇA A PRÉ MATRÍCULA


Curso: Conservação e Restauração de Escultura Policromada Devocional
Objetivo: O Curso pretende promover a habilitação, informar e atualizar profissionais cientifica e tecnicamente, capacitando-os para o exercício da prática e a formação de pesquisadores na área de conservação e restauro, possibilitando a produção e o conhecimento, desenvolvendo atividades de publicação e pesquisa, viabilizando a divulgação desta produção e incentivando discussões que considerem os avanços tecnológicos contemporâneos e seus efeitos subjetivos.

Público Alvo: Alunos e/ou profissionais das áreas de Artes, Design, Conservação, Restauração, Museologia, Química e demais ciências afins que utilizem os conhecimentos adquiridos em sua área de atuação.

Valor: 30 parcelas de R$ 720,00

Início previsto: 26 de Maio de 2018
Quarto final de semana de cada mês

Término previsto: 19 de julho de 2020

Carga horária: 450 horas

Duração do curso: Três semestres consecutivos, mais seis meses para elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

OBS.: A integralização e apresentação do TCC não poderão ultrapassar 24 meses.

O início das aulas dependerá do número mínimo de alunos a ser atingido

Informações:

Diretoria de Pós-Graduação e Extensão

Tel: (21) 3400-4351 - Ramal 231

Email: extensao@usu.edu.br

CURSO OFERECIDO TAMBÉM PELA USU

Total de horas do Projeto: 450 horas

Público alvo: Alunos e/ou profissionais das áreas de Artes, Design, Conservação, Restauração, Museologia, Química e Ciências afins que utilizem os conhecimentos adquiridos em sua área de atuação, (sem exigências do MEC).

Local de Realização: UniSantAnna – Campus Tietê

Duração do curso: 30 meses

Valor Cobrado: R$ 720,00 Mensais

Número de parcelas: 30 parcelas

Cronograma: Início 18/08/2018 - Término Previsto: 19/12/2020

Dia da aula e horário: 18/08/2018 – Terceiros Sábados e Domingos de cada mês - Horário das 9h às 18 horas.

Corpo docente:

Professora Doutora Taís Cabral Monteiro

Professor Doutor José Wilson Camilher Carvalho

Professora Mestre Thaís Bovo - (Doutoranda)

Professora Mestre Lia Sipaúba Proença Brusadin - (Doutoranda)

Professora Mestre Tatiana Russo

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Quadros à venda
















Tamanhos médios com gravuras restauradas digitalmente.
Contato pelo email: rodolfokhristianos@gmail.com

Fundação Pró-Memória promove quatro oficinas gratuitas do projeto “Escola do Patrimônio”

Foto
Foto: Arquivo Giuliano Miranda - RIC/PMI
A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Fundação Pró-Memória, promove quatro oficinas gratuitas. Os cursos fazem parte da parceria da Fundação com o Departamento de História da Unicamp com o projeto de extensão “Escola do Patrimônio”. Esta é a quinta edição do projeto, que reunirá especialistas, profissionais e demais interessados no patrimônio histórico cultural para dialogarem, aprenderem e discutirem acerca do universo dos museus. Os interessados devem fazer a inscrição no link: https://goo.gl/forms/wMmglUpiCNE9rQjE3.
A primeira oficina acontecerá no dia 25 de agosto e abordará o tema: “Os Museus de Arte Sacra: história, arte e religiosidade na construção do conhecimento multidisciplinar”. A segunda será no dia 22 de setembro, com o tema: “Museus históricos – Museu Republicano de Itu e a arquitetura da Cidade’. A terceira será no dia 27 de outubro, com o tema: “Museu Quinzinho de Barros: arquitetura, história e memória 27 de outubro de 2018”. Para encerrar a quarta oficina acontecerá no dia 24 de novembro, e abordará o tema: “Patrimônio Cultural e museus de Indaiatuba”.
Os cursos buscam temas referentes a organização dos “lugares de memória”, que são os Museus, seus acervos, arquitetura e políticas públicas de preservação e gestão patrimonial. Dentro dessa proposta, este ano, a Escola do Patrimônio, propõe debates e reflexão sobre o papel dos museus regionais, sua importância para a história e memória da comunidade em que está inserido, atentando-se para as semelhanças e, também, diferenças existentes entre instituições das cidades paulistas como Indaiatuba, Campinas, Sorocaba e Itu.
A novidade é que as oficinas serão oferecidas nas cidades de Indaiatuba, Campinas, Sorocaba e Itu, com participação de profissionais que atuam diretamente com os museus locais. A Fundação disponibilizará transporte para levar os alunos para as vistas técnicas de tais museus.
Os organismos internacionais, como a Unesco, salienta a importância das ações dos lugares de memória em conjunto, estabelecendo redes de cooperação entre as diversas instituições. Nesse sentido o objetivo final da proposta é estabelecer uma rede de Museus da Região para concretizar tal proposta capitaneada pela Fundação Pró-Memória de Indaiatuba.
Sobre as Oficinas:
Oficina 1: Os Museus de Arte Sacra: história, arte e religiosidade na construção do conhecimento multidisciplinar
Professor: Dr. João Paulo Berto (Historiador com ênfase em Patrimônio Cultural (IFCH/UNICAMP), Especialista em História e Humanidades (DH/UEM) Doutor em História da Arte (IFCH/UNICAMP))
Data: 25 de agosto de 2018
Horário: 9h às 13h - 14h às 16h
Local: Museu Arquidiocesano de Arte Sacra de Campinas - Campinas
Ementa: A oficina pretende abordar a construção e a importância dos Museus de Arte Sacra na salvaguarda dos legados materiais católicos, bem como o papel desempenhado por eles na preservação da história, da memória e das identidades comunitárias. De forma didática, organiza-se o tema em três momentos. No primeiro, será proposta uma incursão sobre a constituição histórica desta tipologia museológica desde a Idade Média à contemporaneidade, na Europa e no Brasil. Acrescenta-se ao estudo as normativas da Igreja Católica sobre a temática, bem como ações públicas e privadas de relevância. Na segunda parte, será realizado um estudo acerca do papel desempenhado por estas instituições na atualidade, analisando-se a formação e as especificidades das coleções e seus alcances conceituais e metodológicos. Por fim, como estudo de caso, propõe-se uma incursão sobre a formação e a atual configuração do Museu Arquidiocesano de Arte Sacra de Campinas, tomando-o como base para exercícios em grupo.
Oficina 2: Museus históricos – Museu Republicano de Itu e a arquitetura da Cidade
Professores: Dr. Francisco Dias de Andrade (Doutorado em História da Arte – UNICAMP) e Aline Antunes Zannata (Doutoranda em Educação – FE/UNICAMP, Mestre em História Cultural – IFCH/UNICAMP, Educadora do Serviço Educativo do Museu Republicano de Itu/USP)
Data: 22 de setembro de 2018
Horário: 9h às 13h - 14h às 16h
Local: Museu Republicano de Itu - Itu
Ementa:
Museu de história: Educação não-formal e Novas Narrativas (Manhã)
Aline Antunes Zanatta
Doutoranda em Educação – FE/UNICAMP, Mestre em História Cultural – IFCH/UNICAMP - Serviço Educativo do Museu Republicano de Itu/USP
O intuito desta oficina consiste em estudar algumas propostas de educação não-formal desenvolvidas pelo Serviço Educativo do Museu Republicano “Convenção de Itu”, extensão do Museu Paulista da Universidade de São Paulo. Portanto, pretendemos refletir sobre como ações de educação não-formal em museus podem trazer à lume outras memórias não monumentalizadas, a partir de pesquisas em História Oral e dos processos curatoriais que levem em consideração os interesses e narrativas dos diversos sujeitos históricos na contemporaneidade.
A arquitetura urbana de Itu, principal vila paulista dos séculos XVIII e XIX (Tarde)
Francisco Dias de Andrade
Doutorado em História da Arte – UNICAMP
A oficina procurará apresentar um panorama da evolução urbanística da vila de Itu nos séculos XVII, XVIII e XIX, relacionando seu desenvolvimento ao surgimento de um padrão arquitetônico singular no contexto da capitania e província de São Paulo. A oficina oferecerá algumas balizas conceituais e historiográficas úteis ao entendimento das questões relacionadas:
- urbs e civitas no Brasil colonial;
- o conceito de decoro na história da arquitetura e do urbanismo;
- A importância das obras públicas na hierarquia urbana tradicional.
Além disso, a oficina buscará fomentar a criação de um repertório tipológico e estilístico da arquitetura do período abordado utilizando-se de exemplares localizados na atual cidade de Itu e suas antigas paróquias filiadas.
Oficina 3: Museu Quinzinho de Barros: arquitetura, história e memória
Professores: Dr. Carlos Gustavo Nóbrega de Jesus (Pós-doutorado em História Cultural – UNICAMP)
Data: 27 de outubro de 2018
Horário: 9h às 13h - 14h às 16h
Local: Museu Quinzinho de Barros - Sorocaba
Ementa: Museu Quinzinho de Barros: arquitetura, história e memória
O Museu Histórico Sorocabano se instalou definitivamente no Casarão que fica dentro do parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”, que foi construído pelos escravos de João de Almeida Pedroso em 1.771. Seu neto João de Almeida Prado, pouco antes de 1.842, vendeu as terras ao Coronel Rafael Tobias de Aguiar, o futuro Brigadeiro Tobias, que, por sua vez, doou para o senhor Francisco Xavier Paes de Barros, o Capitão Chico, quando se tornaram cunhados. Por seguir a regularidade arquitetônica formal, marcada por planta retangular, paredes de taipa de pilão, telhado de quatro águas, cobertura com telhas de canal. alpendre, capela e quarto de hóspedes, tal edificação foi elencada por Luis Saia como um dos exemplares da Casa Bandeirista no simbólico estudo “Notas sobre a arquitetura rural paulista do segundo século”, de 1944. O intuito de tal curso é relacionar tal relevância histórica e arquitetônica do Casarão com a concretização do local como o principal espaço museológico da cidade de Sorocaba.
Oficina: Patrimônio Cultural e museus de Indaiatuba
Professores: Ana Carolina Vigorito (Mestranda em História da Arte – IFCH/UNICAMP)
Data: 24 de novembro de 2018
Horário: 9h às 13h - 14h às 16h
Local: Tulha – Museu Municipal Casarão Pau Preto
Ementa: A oficina tratará dos conceitos básicos relativos ao Museus, Museologia, Patrimônio Cultural, da legislação de proteção e das formas de atuação na área, na esfera federal, estadual e/ou municipal. Traçará os princípios para o reconhecimento do bem edificado, por meio do estudo da história do Museu Municipal Casarão Pau Preto.
Museus de Indaiatuba
1. Museus: conceitos, história, tipologias, relação com a comunidade e política museológica;
2. Procedimentos técnicos (básicos) de museologia: expografia, preservação de acervos, documentação museológica, sistemas de segurança, pesquisa;
3. Agentes de comunidade: Sociedades de Amigos, Consultivo e Voluntariado;
4. Prática: visita aos museus: Museu da Água e Museu Ferroviário de Indaiatuba 

Teto de Renata Lippi A. Lemuchi

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Curso História da Arte Sacra na Bahia


Inscrições abertas para o curso História da Arte Sacra na Bahia


Período: 24 a 28 de setembro, das 14h às 18h

Instituto Geográfico e Histórico da Bahia

Instrutora: Profa. Dra. Maria Helena O. Flexor

Desde o início de suas pesquisas, Maria Helena Flexor dedicou-se a buscar fundamentar seus estudos em documentação manuscrita, impressa e iconográfica, sobreviventes em arquivos ou museus, edifícios religiosos baianos, nacionais e portugueses, buscando desfazer equívocos ou estórias derivadas do imaginário de outros autores ou do folclore que o imaginário popular agregou à Arte Sacra, baiana e brasileira. É consenso que a Arte Sacra baiana teve influências europeias, através de Portugal, entretanto, na historiografia europeia se nota a ausência de citações sobre a arte sacra das Américas, bem como, nos estudos brasileiros, tampouco se estabelecem laços mais profundos com a arte sacra europeia, especialmente quanto às suas origens comuns, no caso, a Contrarreforma Católica do século XVI.


A docente, que propõe o Curso de História da Arte Sacra na Bahia, desde o início de sua carreira, dedicou-se ao ensino de História da Arte, tanto no Curso de História da UCSal, quanto no Curso de Arquitetura da UFBA. Ingressou, por concurso, na Escola de Belas Artes da mesma Universidade. Continuou a colaborar, em pesquisa, no Centro de Estudos da Arquitetura na Bahia, e se dedicou à pesquisas de História Urbana, razão pela qual foi convidada para colaborar no Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social, na UCSal. Foi professora do Curso de Arquitetura e Urbanismo dessa mesma Universidade.



P R O G R A M A

Artistas e oficiais mecânicos, historiografia da arte sacra, autorias e atribuições

Concilio de Trento e as Constituições Primeiras do Arcebispado da Bahia: Arquitetura e mobiliário

Pintura, autorias, restauros e normas canônicas, hagiografia das ordens religiosas

Escultura, imagens de roca e de vestir e relíquias

Cristo com sua Cruz e Calvário



Inscrição: https://www.eventbrite.com.br/e/curso-historia-da-arte-sacra-na-bahia-tickets-49171719938

Informações: ighbahia@gmail.com

IGHB – Avenida Joana Angélica, 43 – Piedade

Salvador – BA - 71 3329 4463

Fonte: IGHB

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Imagem de São Miguel à venda!







Imagem de resina, 60 cm - R$ 550,00
interessados via contato do blog
rodolfokhristianos@gmail.com

Desenho da Sagrada Família





Palestra sobre Arquitetura e Arte Sacra no Centro Loyola PUC-Rio


Devido ao sucesso da primeira edição, na quarta-feira, 22 de agosto, o Frei Róger Brunório, ofm, irá apresentar mais uma vez a palestra 'Espaço Sagrado: Arquitetura, Arte e Simbologia', das 19h às 21h, na sede do Centro Loyola, na Gávea (RJ).Foto: divulgação

Em toda cidade há uma Igreja, capela, convento ou mosteiro, e a arquitetura desses espaços embora diversa e seguindo o estilo da época em que foram construídos, também é regida por padrões estabelecidos pela Igreja para que possam contribuir ao ambiente sagrado. Nesta palestra, Frei Roger irá apresentar alguns elementos que caracterizam a arquitetura religiosa em diferentes épocas e nas construções atuais. Esta é uma oportunidade para todos aqueles que se interessam pelo tema, mas principalmente para estudantes e profissionais de Arquitetura, Engenharia Civil, Artes, História e Turismo, entre outras áreas afins.

Sobre o palestrante
Frei Róger Brunório, ofm, é formado em Filosofia e Teologia pelo Instituto Franciscano. Também é bacharel em Museologia pela UNIRIO.
Foi Coordenador de Bens Culturais da Província Franciscana e atualmente trabalha e desenvolve projetos em inventários de arte sacra e ministra palestras e assessoria sobre o assunto. Frei Róger também estuda a iconografia cristã e simbologia religiosa no campo da devoção popular mariana e franciscana.

Local: Centro Loyola de Fé e Cultura PUC-Rio, na Estrada da Gávea, 1.
Carga Horária Total: 2 horas/aula, com emissão de certificado para os participantes.
Investimento: Este encontro é gratuito, com vagas limitadas por ordem de inscrição.

INSCREVA-SE AQUI.


Fonte: divulgação por e-mail

Fonte: revista Museu
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...